segunda-feira, 24 de setembro de 2012

ATIVIDADES - CHARGE



1. Qual o sujeito de " nem me fale" 
R. você, sujeito oculto

2. Classifique o sujeito do verbo haver em " Sempre há alguém em situação pior que a nossa." Justifique sua resposta

R. sujeito inexistente.( verbo haver tem como sujeito inexistente se  haver puder ser substituído pelo existir.

3. Em Preciso emagrecer até o Natal temos período composto? Justifique sua resposta.
R:não, o período é simples e preciso emagrecer é uma locução verbal.

4. Relacione a fala da mulher com a do peru.
A mulher diz que precisa emagrecer  até o  Natal para ficar elegante , já o peru tem de emagrecer até o Natal para não ser comido.



Resposta DA QUESTÃO DA  GV
a) A frase, reescrita de acordo com as alterações exigidas pelo enunciado, seria: “Tenho certeza de que ele é uma menção à situação atual das artes plásticas”.
b) Há dois exemplos de derivação, acompanhados das respectivas explicações:
• genial: derivação sufixal, o sufi xo -al foi agregado à base gênio.
• minimalista: derivação sufixal, o sufixo -ista foi agregado à base minimal.

“Obra-prima” é exemplo de palavra formada por composição, o substantivo “obra” foi justaposto ao adjetivo erudito “prima”.

6- Insper 2013
Resposta C
Comentário
Todos os quadros apresentam clichês: arrumar namorado, diminuir a barriga e controlar a alimentação e o peso. 

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

PROCESSO DE FORMAÇÃO DAS PALAVRAS - GABARITO

Gabarito dos exercícios de  Processo de formação das palavras.
1-b, 2d, 3b, 4e, 5ª, 6d, 7c, 8c, 9A, 10b, 11d, 12c

quinta-feira, 19 de julho de 2012

CHARGE E GRAMÁTICA

Analise a tirinha abaixo e responda ao que se pede:
 01. Qual a função sintática de "Charlie Brown? no primeiro quadrinho?
                                   02. Reescreva a frase da garota( segundo quadrinho), passando-a para a norma culta.Wxplique a mudança na forma verbal.
     03. Classifique a oração subordinada do segundo quadrinho.
                                      04. Reescreva  essa oração empregando outro conectivo de mesmo valor, fazendo as alterações necessárias.
05. Explique o humor contido na fla de Charlie Browm
Resposta:
01- Vocativo
02-   Deixe-me andar no seu triciclo? Aa forma verbal "deixa"está em desacordo com o pronome "seu", pois deixa se refere a  tu e não a você.
Outra forma de reescrita:
Deixa-me andar no teu triciclo?
03-   Oração subordinada adverbial condicional “Se não deixar”
04-    Caso não deixe, eu arranco sua cabeça.
05-   O humor consiste na resposta de Charlie Brown que interpreta a ameaça da menina com um apelo.

TESTES - GV ECONOMIA 2013
Questão 1-B
Comentário

Concorre para o efeito de humor a ambiguidade da palavra “neve”. Na charge, essa palavra surpreende
por se referir não a “precipitação de gelo”, como era de se esperar, mas a rolos de papel higiênico da marca
Neve caindo do céu.

sexta-feira, 6 de julho de 2012

PRONOME - EXERCÍCIOS 2

ATIVIDADES - PRONOMES
1) Esta é pra esquecer os problemas
Esta é pra lembrar..
na mão do falante o demonstrativo é este, esta, isto.

2) Em cada quadrinho da tirinha abaixo aparecem pronomes. Destaque-os e classifique-os: Resposta
Quadrinho 1:
Nós=  pronome pessoal reto 1ª. Pessoa do plural
Nossos = pronome possessivo
Quadrinho 2
Nós = pronome pessoal
Quadrinho 3
Nenhum = pronome indefinido
Quadrinho 4
Eu= pronome pessoal reto 1ª. Pessoa do singular

 3) Analisando a tirinha abaixo responda:
a)    Nossos boletins  refere-se a eu termo( quadrinho 1)
b)   Classifique os pronomes do segundo quadrinho.
c)    Em “seu idiota”, seu tem valor possessivo? Explique.

 Resposta 
 a) nossos boletins refere-se à expressão “O QUE”
b) Nossos( pronome possessivo; você pronome pessoal.
c) Não, seu é apenas uma expressão para nomear a pessoa com quem se fala ( de maneira pejorativa , é claro) Outros exemplos; você não está vendo isso, “seu mané”?
4) SUBLINHE O PRONOME RELATIVO E  DIGA A QUAL  TERMO ELES SE REFEREM:
a) Sempre morei no país onde nasci.( ONDE  REFERE-SE A PAÍS)

b) Apresentaram provas em cuja veracidade eu creio.( CUJA REFERE-SE A VERACIDADE)

c) Ele era o homem a quem ela amava.(QUEM REFERE-SE A HOMEM)

5) UMA OS PERÍODOS ABAIXO USANDO O PRONOME RELATIVO ADEQUADO. FAÇA AS ALTERAÇÕES NECESSÁRIAS:
a) Este é o pintor. Gosto das obras do pintor.
ESTE É O PINTOR DE CUJAS OBRAS GOSTO.

b) Não conheço o político. Você falou do político.
NÃO CONHEÇO O POLÍTICO DE QUEM VOCÊ FALOU.

Gosto muito do vestido. Comprei o vestido.
COMPREI O VESTIDO DE QUE GOSTO.

d)   Eis os ingredientes. Necessitamos dos ingredientes.
EIS DOS INGREDIENTES DOS QUAIS /DE QUE NECESSITAMOS.

e)    Aquela é a senhora. Trabalho para a senhora.
AQUELA É A SENHORA PARA QUEM TRABALHO.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

MAIS, MAS, MÁS

 MAIS, MAS, MÁS
EXERCÍCIOS - GABARITO
Prencha os espaços com [Mais] [Mas] ou [Más]:
01 - Pedro estuda, ______ não tira as melhores notas. MAS
02 - Vendeu ______ carros neste mês que no anterior. MAIS
03 - Bonitinha, _____ ordinária. MAS
04 - A população pede ____ atenção para a saúde. MAIS
05 - Ela não é tão bonita, ______ conquista pela simpatia. MAS
06 - Ele foi quem ____ tentou; _____ não conseguiu vencer a prova. MAIS  E MAS
07 - Dizem as ____ línguas que ele vai ser o nosso prefeito. MÁS
08 - Municípios exigem _____ escolas. MAIS
09 - Amor é igual fumaça: sufoca, _____ passa.MAS
10 - Este governo está cada dia ____ corrupto. MAIS
11- Tentei chegar na hora, ___ me atrasei. MAS
12 - Não ganhei o prêmio _____ importante, ____ dei o melhor de mim. MAIS E  MAS
13 - As ____ atitudes empobrecem o espírito.MÁS
14 - É o Rio de Janeiro a cidade ____ bonita do Brasil?MAIS
15 - Estes alunos estão _____ bem preparados que aqueles. MAIS
16 - É um dos países ____ miseráveis do planeta. MAIS
17 - Elas pareciam invencíveis, ____ foram derrotadas. MAS
18 - Ele trabalha muito, ____ ganha pouco. MAS
19 - Todos querem _____ dinheiro, ____ poucos querem trabalhar. MAIS E MAS
20 - Queria viajar, ____ não consegui comprar passagem. MAS

quinta-feira, 14 de junho de 2012

CONECTIVOS - GABARITO

CONECTIVOS - EXERCÍCIOS
GABARITO DA POSTAGEM DO DIA 14 06 12
1. C
2. E
3. C
4. E
5. C
6. D
7. D
8. B
9. C
10.C

quarta-feira, 6 de junho de 2012

CONCORDÂNCIA NOMINAL

CONCORDÂNCIA NOMINAL - GABARITO
Escolha o termo adequado para efetuar a concordância nominal.
1.       Tenho [bastante / bastantes] razões para abandoná-lo.
2.       Estavam bastante preocupados.
3.       Estas casas custam [caras / caro].
4.       Seguem [anexa /anexas] as faturas.
5.       Água é [boa / bom] para emagrecer.
6.       Ela está  [meio / meia] confusa.
7.       Quando cheguei era meio-dia e [meia / meio].
8.       As meninas me disseram [obrigada / obrigado].
9.       A porta ficou [meia / meio] aberta.
10.    Em [anexo / anexos] vão os documentos.
11.    É [proibido / proibida] entrada de estranhos.
12.   V. Exa. está [enganada / enganado], senhor vereador.
13.    Está [incluso / inclusa] a comissão do vendedor.
14.   Mãe e filho moravam [junto / juntos].
15.    As viagens ao nordeste estão [caro / caras].
      16-D
      17- A
      18- B
      19- C
      20- B

CONCORDÂNCIA VERBAL - EXERCÍCIOS

CONCORDÂNCIA VERBAL - EXERCÍCIOS
GABARITO
1-A
2-C
3-A
4-B
5-B
7-D
8-E
8-B
10-A
11-C
12-B
13-E
14-C
15-A
16-B
17-E

sábado, 19 de maio de 2012

ESSE/ESTE

GABARITO
1 – DISTO

2 – ESSA

3 – ESTES

4 – ESTA, AQUELE

5 – DESSE

6 – DESSA, ESTA, ESSAS

7 – ESTE

8 – ESTE, NAQUELE

9 – DESTA

10 – ISSO

quarta-feira, 16 de maio de 2012

CONCURSO PÚBLICO GABARITO

CONCURSO PÚBLICO TRE
GABARITO
1. C
2. A
3. D
4. B
5. E
6. B
7. A
8. C
9. D
10. E
11. D
12. A
13. B
14. E
15. C
16. C
17. E
18. B
19. A
20. D
21.
B
22. C
23. E
24. D
25. A

sábado, 28 de abril de 2012

VÍRGULA - EXERCÍCIOS

VÍRGULA - EXERCICÍOS Gabarito:
1-B
2-C
3-D
4-c
5-C
6-UMA VÍRGULA MUDA TUDO.
Explique o sentido da frase com a vírgula e sem ela.
1-            Não, espere.( É para esperar)
Não espere.( não é para esperar)
2-            Isso só, ele resolve.( ele não resolve mais nada)
Isso só ele resolve.( só ele é capaz de resolver isso)
3-Aceito, obrigado.( você aceita algo  e agradece)
Aceito obrigado.( você aceita algo contra sua vontade)

4-Esse, juiz, é corrupto.( você aponta alguém corrupto para o juiz)
Esse juiz é corrupto.( você declara que o juiz é corrupto)

5-Não quero ler.( você não quer)
Não, quero ler.( você quer)

QUESTÃO 7.
a) As vírgulas foram usadas para separar  o aposto explicativo, referente a “o FED” do resto da frase.
b) A vírgula  separa a oração coordenada adversativa da oração anterior.             

INTERPRETAÇÃO DE TEXTO

INTERPRETAÇÃO DE TEXTO - EXERCÍCIOS POSTAGEM DIA 28 04 12 BLOG DA FÁTIMA
MACKENZIE
GABARITO:
1-D
2-A
3-C
4-B
5-A
6-E
7B
8-E

terça-feira, 24 de abril de 2012

domingo, 22 de abril de 2012

SINÔNIMOS - GABARITO

Exercícios propostos- GABARITO
a.    A  empresa faz seus cadernos com papel reciclado.( confecciona ou fabrica)
b.    João teve por longos anos um cargo importante na empresa.(exerceu )
c.    Não ponham a culpa no  governo, mas sim nos eleitores.(  atribuam )
d.    Os livros de filosofia são da biblioteca da escola.( pertencem)
e.    Márcia fez que não viu o amigo.( fingiu)
f.       O jornal disse que os postos de saúde estariam fechados.( noticiou)

INSPER 2011
 Questão 8
Comentário
“não só… como” ou “não só… (mas) também”, por indicar uma relação de ADIÇÃO , pode ser substituída pela conjunção E, sem perda de sentido.
Resposta: d

Questão 9
Comentário
Neste caso, a mentira é sinônimo de criatividade e imaginação. O garoto tinha grande capacidade de inventar histórias.
Resposta: b

10- Resposta
a) o réptil já tinha atacado um cavalo.
b)  o instrumento estava quebrado

quinta-feira, 19 de abril de 2012

APOSTO, ADJUNTO E PREDICATIVO

gabarito das questões
              
1- A cidade dos meus sonhos é Recife
                      adjunto adnominal
2-  Recife, a cidade dos meus sonhos, é chamada de “a Veneza Brasileira”.
                    aposto explicativo                                                     predicativo do sujeito
 3-  A secretária chegou nervosa.
                                           predicativo do sujeito
 4-  A secretária nervosa chegou.
                             adjunto adnominal
 5-  O professor considerou o aluno inteligente.
                                                              predicativo do objeto
                                                                
 6-  O aluno inteligente nunca deixa para estudar apenas na véspera da prova.
                       adjunto adnominal
 7-  O discurso do Presidente foi brilhante.
                             adjunto adnominal     predicativo do sujeito
 8-  O povo brasileiro é muito alegre.
                      adjunto adnominal    predicativo do sujeito
9- Um sorriso alegre é o meu cartão de visita.
                              adjunto adnominal            adjunto adnominal

domingo, 15 de abril de 2012

CONCURSO BANCO DO BRASIL

GABARITO  comentado- CONCURSO BANCO DO BRASIL 2010
001 – C 002 – D 003 – B 004 – D 005 – A 006 – D 007 – E 008 – C 009 - E

CONCURSO DO BANCO DO BRASIL 2010
Língua Portuguesa
Atenção: As questões de números 1 a 9 referem-se ao texto abaixo.
A multiplicação de desastres naturais vitimando populações inteiras é inquietante: tsunamis, terremotos, secas e inundações devastadoras, destruição da camada de ozônio, degelo das calotas polares, aumento dos oceanos, aquecimento do planeta, envenenamento de mananciais, desmatamentos, ocupação irresponsável do solo, impermeabilização abusiva nas grandes cidades. Alguns desses fenômenos não estão diretamente vinculados à conduta humana. Outros, porém, são uma consequência direta de nossas maneiras de sentir, pensar e agir.
É aqui que avulta o exemplo de Hans Jonas.
Em 1979 ele publicou O Princípio Responsabilidade. A obra mostra que as éticas tradicionais – antropocêntricas e baseadas numa concepção instrumental da tecnologia – não estavam à altura das consequências danosas do progresso tecnológico sobre as condições de vida humana na Terra e o futuro das novas gerações. Jonas propõe uma ética para a civilização tecnológica, capaz de reconhecer para a natureza um direito próprio. O filósofo detectou a propensão de nossa civilização para degenerar de maneira desmesurada, em virtude das forças econômicas e de outra índole que aceleram o curso do desenvolvimento tecnológico, subtraindo o processo de nosso controle.
Tudo se passa como se a aquisição de novas competências tecnológicas gerasse uma compulsão a seu aproveitamento industrial, de modo que a sobrevivência de nossas sociedades depende da atualização do potencial tecnológico, sendo as tecnociências suas principais forças produtivas. Funcionando de modo autônomo, essa dinâmica tende a se reproduzir coercitivamente e a se impor como único meio de resolução dos problemas sociais surgidos na esteira do desenvolvimento. O paradoxo consiste em que o progresso converte o sonho de felicidade em pesadelo apocalíptico – profecia macabra que tem hoje a figura da catástrofe ecológica. [...]
Jonas percebeu o simples: para que um "basta" derradeiro não seja imposto pela catástrofe, é preciso uma nova conscientização, que não advém do saber oficial nem da conduta privada, mas de um novo sentimento coletivo de responsabilidade e temor. Tornar-se inventivo no medo, não só reagir com a esperteza de "poupar a galinha dos ovos de ouro", mas ensaiar novos estilos de vida, comprometidos com o futuro das próximas gerações.
(Adaptado de Oswaldo Giacoia Junior. O Estado de S. Paulo, A2 Espaço Aberto, 3 de abril de 2010)
1. antropocêntricas e baseadas numa concepção instrumental da tecnologia – (3o parágrafo)
O sentido da afirmativa acima está corretamente reproduzido, com outras palavras, em:
(A) direcionadas para o bem-estar da humanidade e determinadas pelos avanços tecnológicos.
(B) centralizadas nos avanços tecnológicos, mas preocupadas com a vida humana na Terra.
(C) voltadas para o homem e fundamentadas na tecnologia como meio de atingir determinados fins.
(D) preocupadas com a relação entre homem e natureza, atualmente imposta pela tecnologia.
(E) determinadas pelo homem e expostas às comodidades trazidas a todos pelo progresso tecnológico.
Alternativa C
Antopocêntricas( centradas no homem; antropos = homem)  base= fundamento)
_________________________________________________________
2. A conclusão do texto propõe, em outras palavras,
(A) uma preocupação mais ampla com o emprego da tecnologia em algumas áreas do conhecimento humano, para evitar os atuais abusos.
(B) uma visão otimista centrada na resolução dos problemas oriundos do progresso tecnológico, por serem eles relativamente simples.
(C) o respeito aos inúmeros benefícios oferecidos às condições de vida moderna pelos avançados recursos decorrentes da tecnologia.
(D) uma atitude comunitária voltada para a prevenção e disposta a alterações no modo de vida na Terra para evitar a ocorrência de catástrofes ecológicas.
(E) procedimentos conjuntos entre órgãos oficiais e a sociedade civil como solução para a correta aplicação dos avanços tecnológicos.
Alternativa D
É uma  proposta para a solução do problema e  está no último parágrafo.
_________________________________________________________
3. O paradoxo assinalado no 4o parágrafo se estabelece entre
(A) os direitos humanos apoiados no uso benéfico da tecnologia e as exigências impostas pela natureza, como seu próprio direito.
(B) a confiança irrestrita nos avanços tecnológicos como solução dos problemas do homem e a tendência para a destruição do ambiente natural.
(C) o desenvolvimento pleno da tecnologia e as infinitas possibilidades de seu uso na melhoria das condições de vida no planeta.
(D) o destemor diante do progresso tecnológico e a valorização de suas aplicações na vida humana.
(E) a ocorrência natural dos fenômenos climáticos habituais e a responsabilidade humana determinante para seu agravamento.
Alternativa D
Ao mesmo tempo que não se teme o progresso econômico, teme-se a perda da vida.
Paradoxo= contradição de ideias
________________________________________________________
4. Considere as afirmativas a respeito dos sinais de pontuação empregados no texto.
I. Os dois-pontos, no 1o parágrafo, introduzem enumeração de fatos que exemplificam desastres naturais.
II. Os travessões isolam, no 3o parágrafo, um comentário explicativo da expressão imediatamente anterior a esse segmento.
III. O travessão único, no final do 4o parágrafo, pode ser corretamente substituído por uma vírgula, sem alteração do sentido original.
IV. As aspas colocadas na frase do final do texto "poupar a galinha dos ovos de ouro" têm por objetivo assinalar a ideia principal do texto. Está correto o que consta APENAS em
(A) II, III e IV.
(B) II e IV.
(C) I e II.
(D) I, II e III.
(E) I, III e IV.
_________________________________________________________
5. Considerando-se a organização do texto, a afirmativa INCORRETA é:
(A) A relação de catástrofes ambientais apresentada no 1o parágrafo tem por objetivo demonstrar a impossibilidade de deter o progresso tecnológico, cujos avanços são os principais causadores desses desastres.
(B) Todo o texto se desenvolve a partir da constatação de que o modo de vida atual, voltado para o uso abusivo da tecnologia, leva o planeta a uma catástrofe ecológica.
(C) O autor toma como base os diversos desastres naturais que vêm ocorrendo em todo o planeta para discutir aspectos ligados à questão ambiental.
(D) A retomada das ideias do filósofo Hans Jonas constitui a base da argumentação necessária para que o autor do texto fundamente suas próprias ideias.
(E) O título da obra O Princípio Responsabilidade remete à necessária tomada de consciência dos homens sobre os abusos que vêm cometendo contra o meio ambiente.
Alternativa A
O progresso tecnológico não é o principal causador das catástrofes.
_________________________________________________________
6. A ideia central do texto está explicitada em:
(A) Uso limitado dos recursos tecnológicos na vida moderna.
(B) Práticas abusivas contra o meio ambiente, apesar das tecnociências.
(C) Impotência da natureza contra os abusos decorrentes da tecnologia.
(D) Proposição de uma nova ética para a civilização tecnológica.
(E) Aceitação das inevitáveis consequências do atual progresso tecnológico.
Alternativa D
“a aquisição de novas competências tecnológicas” 4º. parágrafo

_________________________________________________________
7. Identifica-se noção de causa no segmento:
(A) ... para que um "basta" derradeiro não seja imposto pela catástrofe ...
(B) ... comprometidos com o futuro das próximas gerações.
(C) ... sobre as condições de vida humana na Terra e o futuro das novas gerações.
(D) ... capaz de reconhecer para a natureza um direito próprio.
(E) ... em virtude das forças econômicas e de outra índole ...
Alternativa E
( por causa das forças econômicas)
______________________________________________________________________________
8. A concordância verbal e nominal está inteiramente correta na frase:
(A) Foram detectadas, nas análises mais recentes, a presença de partículas de poluentes prejudiciais à saúde humana.
(B) Estão havendo problemas nas negociações sobre o clima por falta de consenso entre os países participantes.
(C) Cada vez mais se tornam imprescindíveis medidas que venham a alterar o relacionamento entre o homem e a natureza.
(D) Quando entra em discussão nos países envolvidos as questões sobre responsabilidade climática, dificilmente se chega a um acordo.
(E) Chegaram-se a impasses nas negociações sobre a sustentabilidade do planeta pela impossibilidade de determinar a responsabilidade de cada país.
Alternativa C
Medidas é sujeito e está no plural, concordando com as formas  verbas “tornam-se”  e venham”
_________________________________________________________
9. Em 1979 ele publicou O Princípio Responsabilidade. (início do 3o parágrafo)
A frase cujo verbo exige o mesmo tipo de complemento que o grifado acima é:
(A) ... a sobrevivência de nossas sociedades depende da atualização do potencial tecnológico ...
(B) ... que não advém do saber oficial nem da conduta privada ...
(C) ... que as éticas tradicionais [...] não estavam à altura das consequências danosas do progresso tecnológico
(D) ... para degenerar de maneira desmesurada ...
(E) ... que aceleram o curso do desenvolvimento tecnológico
Alternativa E
A o único verbo que exige complemento( objeto direto) é o verbo acelerar